Diamantes e Joias Verse

O diamante tem um brilho único

Utilizamos somente diamantes naturais e genuínos em todas as nossas peças - assim como todas as gemas coloridas em nossas criações. Acreditamos que nada brilha como um diamante de verdade.
 

Os 4 C's do Diamante

A qualidade - e por consequência disso, seu valor - é determinada por quatro fatores, também conhecidos na comunidade internacional de gemologia, como os 4 C's: Color (cor), Clarity (pureza), Cut (lapidação) e Carat (peso). 

 

 

Cor (Color)

A qualidade - e por consequência disso, seu valor - é determinada por quatro fatores, também conhecidos na comunidade internacional de gemologia, como os 4 C's: Color (cor), Clarity (pureza), Cut (lapidação) e Carat (peso). 

Pureza (Clarity)

A qualidade - e por consequência disso, seu valor - é determinada por quatro fatores, também conhecidos na comunidade internacional de gemologia, como os 4 C's: Color (cor), Clarity (pureza), Cut (lapidação) e Carat (peso). 
_

Lapidação (Cut)

Um diamante perfeitamente lapidado, cujas proporções milimétricas sejam atendidas, tem como resultado um brilho mais intenso e uniforme. É a alma do diamante, e as joias Verse são confeccionadas apenas com diamantes de excelentes lapidações e proporções, com lapidação do tipo "brilhante"  (redondo) com exatas 57 facetas - ou full brilliant cut, maximizando seu brilho e beleza. 

 

Peso (Carat)

Quilate (e não kilates, unidade de pureza do ouro) é a unidade de peso/medida para o diamante e todas as outras gemas. O termo quilate (carat, no inglês) tem origem na palavra "carob" (alfarroba), já que as sementes da alfarrobeira teriam tamanhos bastante similares - e portanto amplamente utilizadas em escalas mais precisas como as das gemas preciosas. O peso de 1 quilate equilvale a 200 miligramas (ou 0,200 gramas), portanto uma gema de 0,20 ct. terá o equivalente a 1/5 de 0,200 gramas de peso. 

 

O Processo Kimberley: Responsabilidade Social

A Verse está comprometida em utilizar diamantes somente de fornecedores e mineradoras que estão alinhadas com o Processo Kimberley. O Processo Kimberley é um sistema regulatório no comércio de diamantes, cujo objetivo é erradicar os diamantes de conflito, assegurando que desde a mineração/extração das gemas até a chegada dos diamantes em nossa fábrica, todos os diamantes sejam livres de conflito (conflict-free diamonds). 

 

 

Guia de Metais Preciosos

As joias da Verse são confeccionadas em ouro 18K (ou kilates, não confundir com quilates, que é a medida de peso de uma gema precisa), que significa que 75% da composição da joia é de ouro puro, e os 25% restantes, de ligas metálicas.

O ouro 18K tem sido, ao longo dos anos, a composição mais adotada pela indústria joalheira no mundo, uma vez que a maior pureza possível é mantida na joia, maximizando seu valor intrínseco, ao mesmo tempo que sua composição oferece a melhor aparência e durabilidade nas peças.

A Verse também oferece uma coleção em platina .950 (95% platina e 5% ligas metálicas nobres), sendo essa composição a mais adotada no mainstream joalheiro da Europa e Estados Unidos. O resultado é um metal extremamente branco e de alta durabilidade.

_

Descubra nossas joias com diamantes

Aneis Solitários

Alianças

Aneis

Brincos

Pingentes

_
 

 

The Big Four: Diamantes, Rubis, Safiras & Esmeraldas

Conhecidas também como as "Big Four" (as quatro grandes), o diamante, a esmeralda, safira e rubi merecem lugar de destaque no universo da joalheria. Por séculos, essas quatro gemas faziam parte do seleto grupo de gemas preciosas, colocando todas as outras gemas como "semipreciosas"; hoje, essa nomenclatura não é mais utilizada e tampouco recomendada, uma vez que existem muitas outras gemas de beleza exuberante e qualidade gemológica, como a tanzanita e alexandrita.


Na prática, essas quatro gemas - diamante, esmeralda, safira e rubi - se destacam das demais gemas preciosas, por sua beleza, qualidade e raridade.

No mundo gemológico, existe a escala de Mohs que quantifica a dureza das gemas preciosas - portanto sua resistência a riscos, sendo essa escala de 1 (menor dureza) até 10 (máxima dureza).

E é nessa escala que as gemas acima se destacam: o diamante, cuja dureza é igual a 10 na escala de Mohs, é o material mais duro que existe e portanto só pode ser arranhado por outro diamante.

Em seguida, a safira (do arábico "safir", que significa "pedra preciosa") e rubi (do latim "ruber", que significa vermelho) representam o valor 9 na escala, com excelente durabilidade e brilho adamantino, o que torna essas gemas tão diferenciadas e especiais.

Para finalizar a lista, temos a esmeralda verde, a mais nobre variedade do mineral berilo, com uma cor verde envolvente e única; quanto mais vívido e translúcido, maior sua raridade e valor. Na escala de Mohs, as esmeraldas têm dureza entre 7,5 a 8.

As Big Four continuam sendo as opções mais buscadas e desejadas, quando se trata de joias de alto valor intrínseco, sobretudo nos aneis de noivado, formatura, debutante e celebração de casamento, dada sua proposta elegante e atemporal; a exemplo do famoso anel de noivado de safira de Kate Middleton (Duquesa de Cambridge), recebida como presente pelo então noivo Príncipe William.

A Verse Joaillerie tem vastas e celebradas coleções com essas gemas mais que especiais, e convidamos você a conhecê-las:

 
 

Explore

Aneis de Noivado com Diamante

Aneis de Noivado com Safira Azul

Aneis de Noivado com Esmeralda

Aneis de Noivado com Rubi